Rio Grande do Norte, sábado, 20 de setembro de 2014

Notícias

18/04/2013

A situação dos indígenas hoje no Brasil

 

A Escola nacional de Formação do PT preparou uma série especial sobre o tema da questão indígena no Brasil. As informações são oriundas da pesquisa “Indígenas no Brasil – Demandas dos povos e percepções da Opinião Pública”, realizada pela Fundação Perseu Abramo, em parceria com a fundação alemã Rosa Luxemburg Stiftung em 2010 e 2011. 
 
Além disso, foram selecionados artigos, entrevistas e notícias relevantes sobre os povos indígenas brasileiros. Os conteúdos e os capítulos da pesquisa estão disponíveis para dowload no site da Escola Nacional de Formação. 
 
Um desses capítulos trata da situação dos indígenas atualmente no Brasil:
 
Cerca de dois terços - 61% dos indígenas e 67% da população considera diferente ser indígena ou não indígena no Brasil hoje e as diferenças que sobressaem são negativas (67%), sendo o preconceito a maior delas (42%), seguida por diferenças na educação (13%), imposição sócio cultural dos brancos e diferenças nas relações de trabalho (9%, ambos), além da inexistência ou não cumprimento de direitos específicos e os conflitos envolvendo as terras indígenas (5% e 4%, respectivamente).
 
Entre as diferenças positivas apontadas (21%), a preservação do seu modo de vida e cultura e a atual existência de direitos para os indígenas são as mais citadas (8% e 7%, na ordem).
 
Os que acham que não há diferença entre ser indígena ou não indígena (37%), citam principalmente características positivas nesta percepção de igualdade (84%) ressaltando, sobretudo, a existência de direitos (38%), a igualdade como seres humanos (32%) e a igualdade no modo de vida (19%) com as mesmas necessidades atuais entre índios e não índios para moradia, alimentação, vestuário, etc.
 
Entre os aspectos negativos das semelhanças entre índios e não índios o preconceito e as dificuldades são apontados como iguais para todos (2%, ambos).
 
Mais da metade dos indígenas residentes em cidades consideram que a situação dos indígenas está melhor hoje do que há 20 ou 30 anos atrás (59%, posição com que 43% da população brasileira concordam), 23% dos indígenas acha q está pior e 10% que não teve mudança. Entre a população, 32% afirmam que a situação do indígena está pior e 14% que não teve mudança.
 
A percepção de que a situação dos indígenas melhorou, (de 59% da amostra de indígenas), se deve principalmente ao acesso à educação (44%), seja pela possibilidade de ingresso em escolas públicas da região ou em escolas dentro das aldeias (23% e 13%, respectivamente); o apoio que recebem do governo (38%), com especial destaque para os benefícios sociais como o Bolsa Família, Vale renda, etc que os afastam da necessidade de esmola (25%), ou ajuda da FUNAI (10%); além da melhoria de acesso á Saúde (29%), com postos de saúde próximo ou nas aldeias, com atendimento diferenciado (25%) e acesso a remédios gratuitos (8%).
 
A integração econômica, direito a terra e integração social, são mencionados como aspectos de melhoria na condição dos indígenas, por 19% para cada item e o reconhecimento de e direitos, por 17%.
 
Os que acham que a situação do indígena piorou (23%) alegam como principais razões para esta opinião a falta de acesso econômico (38%), com mendicância, fome, Falta de moradia e dinheiro (37%), a perda de território, a perda da cultura (37%, ambos) e falta de apoio do governo (18%), sem políticas públicas de incentivo ou benefícios; além da perda dos recursos naturais e a violência e discriminação de que a população indígena é vítima (15% e 13%, respectivamente).
 
Quem acha que não houve mudança na situação dos indígenas (10%), acredita que esta se deve, sobretudo, a continuidade da discriminação (55%), com forte preconceito, exclusão e exploração dos indígenas (52%); falta de apoio do governo (36%), com ausência de políticas voltadas para esta população (31%) e a continuidade de disputa pelas terras (17%). A falta de acesso à educação e econômico são apontados como marcas dessa continuidade, por 14% e 10% da população indígena não aldeada entrevistada.

Fonte: Escola Nacional de Formação do PT

Tags: índios

Veja também

1. A história não contada dos índios e negros da terra
2. "Negros no mundo dos índios" e "Seridó Potiguar" serão lançados nesta quarta
3. RN tem mais índios do que se pensa
4. Escolas indígenas recebem livros produzidos pelos próprios índios
5. Assembléia Legislativa debate situação dos índios potiguares

Comentários

Milena

Muito bom adoreiii

Comentários

alana beatriz martins

esses dias estava fazendo um trabalho sobre os indìgenas e achei esse site e ele e muito bom TCHAUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!!
Comentar
Enviar por e-mail
Compartilhar
Imprimir