Marco de Touros é lembrado como uma das Sete Maravilhas do RN

Diariamente, parte da história do Rio Grande do Norte está sendo contada para população através da campanha das Sete Maravilhas do RN. Desde que começou, para cada indicação, é necessário justificar o porquê, daí os leitores do Diário de Natal estão tendo a oportunidade nas edições deste matutino, de ter uma aula de história com a apresentação de cada concorrente. A ‘‘aula’’ de hoje é sobre o Marco de Touros, o mais antigo marco colonial em território brasileiro. Chantado (instalado) em 1501, na então praia de Touros, que atualmente fica na área do Município de Pedra Grande.

A demarcação do monumento – que servia como uma espécie de ‘‘aviso’’ de que Portugal estava no território – foi o primeiro acontecimento histórico no território potiguar e também o evento oficial de posse do país. Há alguns ano, o Marco foi retirado da Praia e levado, onde está exposto, na Fortaleza dos Reis Magos, e é apreciado por visitantes de todo o mundo. Feito em pedra lioz, mede 1,62 metros de altura, 32,5 centímetros de largura e 25 centímetros de espessura. Traz esculpido no primeiro terço, a Cruz da Ordem de Cristo (a famosa Cruz de Malta) e, abaixo, as armas do rei de Portugal.

O local escolhido para chantamento do Marco foi a costa de Touros, mais conhecida como praia de Touros e que no passado abrangia um extensa área de terras, que ia de Barra de Maxaranguape até a praia de Guamaré. Mas, com a criação de novos municípios dentro dessa faixa de terra, a réplica do marco, hoje, está localizada entre os limites dos municípios de Pedra Grande e São Miguel do Gostoso (em uma localidade conhecida atualmente como Praia do Marco), distante cerca de 45km da atual cidade de Touros. O local coincide com a descrição da viagem de Américo Vespúcio e Gaspar de Lemos em 1501, conforme correspondência enviada ao banqueiro florentino, Pietro Siderine, em Lettera, informando que a expedição tocara em terra para além da equinocial, 5 de latitude sul.

Relatos dos internautas que indicaram o Marco como uma das Sete Maravilhas dão conta de que o mesmo foi retirado de forma forçada da comunidade de Cauã (município de Pedra Grande/RN), em 1976, pelo então representante do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico no Rio Grande do Norte (Iphan), Oswaldo Câmara de Souza. Na Praia do Marco, a réplica mantém a tradição, os mitos, a crença do povo e reforça a idéia de que a ação religiosa dos habitantes preservou um patrimônio que, de outra forma, teria sido relegado ao esquecimento ou à destruição.

Esse culto religioso brotou do imaginário dos habitantes de Cauã, que não conheciam o significado histórico do primeiro Marco de posse, colocado em terras do Brasil. O Marco significava a consolidação de todos os direitos de Portugal sobre a nova terra descoberta, e sendo também considerado o mais antigo monumento das Américas.

Votação

Além do Marco de Touros outras 132 maravilhas estão a espera do voto dos leitores do Diário de Natal. Na segunda fase da campanha os leitores têm duas opções para votar, pela internet ou via cupom. Os que optarem pela internet devem acessar o site www.dnonline.com.br/setemaravilhasdorn, clicar em votar, escolher as sete opções das 133 listadas, digitar o número do CPF e clicar em votar para concluir a votação.

Quem optar por votar via cupom deve retirar o que vem publicado no Diário de Natal, escolher as sete opções, das 133 listadas e mandar para o endereço: Av. Deodoro, 245, Petrópolis, Natal(RN), CEP 59020-600, ou deixar na portaria do jornal. No caso da votação on line será permitido apenas um voto por pessoa, uma vez que se faz necessário digitar o número do CPF. Cada voto compreende sete opções. Já na votação por cupom o participante pode mandar quantas cartas com cupons dentro desejar, e cada voto permitirá ao eleitor eleger sete opções entre as oferecidas pela campanha.

A votação vai até o dia 31 de outubro. O site foi desenvolvido pela Mariz Comunicação especialmente para a campanha. Nele os internautas encontrarão além da opções para votar, o regulamento do concurso, curiosidades na seção ‘‘Você Sabia?’’ e notícias sobre ‘‘As Sete Maravilhas do RN’’. O resultado da campanha será publicado no dia quatro de novembro, na edição de domingo do Poti. As sete mais votadas receberão a diplomação no dia 22 de novembro, em solenidade realizada pelos Associados RN.